Pesquisar este blog

sábado, 5 de maio de 2018

Dia da Língua Portuguesa


O Dia da Língua Portuguesa, também chamado de Dia da Língua Portuguesa e da Cultura na CPLP, é comemorado em 5 de maio.
Esse é o dia internacional, pois todos os países cuja língua materna é o português (os chamados lusófonos) celebram essa data.

São eles: Brasil, Portugal, Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.

A escolha da data decorre do dia do nascimento de Rui Barbosa, escritor e político brasileiro que se dedicou profundamente ao estudo da língua.

É assim desde a entrada em vigor da Lei n.º 11.310, de 12 de junho de 2006, a qual instituiu essa data comemorativa.
A comemoração do dia 5 de maio, por sua vez, foi criada em Cabo Verde no ano 2009.

Em Portugal, os portugueses reservam o dia 10 de junho, Dia de Portugal e feriado nacional, para celebrar a língua portuguesa. Foi nesse dia que, em 1580, um dos maiores poetas da nossa língua, Luís de Camões, faleceu.

quarta-feira, 2 de maio de 2018

Morte e Vida Severina

Morte e Vida Severina

 
Morte e Vida Severina em Desenho Animado é uma versão audiovisual da obra prima de João Cabral de Melo Neto, adaptada para os quadrinhos pelo cartunista Miguel Falcão. Preservando o texto original, a animação 3D dá vida e movimento aos personagens deste auto de natal pernambucano, publicado originalmente em 1956.

Em preto e branco, fiel à aspereza do texto e aos traços dos quadrinhos, a animação narra a dura caminhada de Severino, um retirante nordestino, que migra do sertão para o litoral pernambucano em busca de uma vida melhor.


Morte e vida Severina em desenho animado, baseado na obra prima de- Joao Cabral de Melo Neto

segunda-feira, 30 de abril de 2018

Museu do Milho - Xanxerê / SC


No ano de 2004 na 11° edição da FEMI (Festa Estadual do Milho) foi criado o Museu do Milho tendo como objetivo resgatar a história dos pioneiros do município de Xanxerê.

Pela importância cultural que representa, o Museu agenda horários para visitação durante o ano todo, mas é durante a Femi que o público se intensifica.

O Museu é ambientado com fotos, objetos e documentos antigos – doados pela comunidade através de campanhas e visitas realizadas na zona rural e urbana da cidade. Expressa a diversidade de culturas que colonizaram o município – destacando o cultivo do milho e os antigos métodos de trabalho. Com uma área de aproximadamente 218 m2, o Museu possui estilo rústico – construído com tijolo maciço, sem reboco, cobertura de telha cerâmica, piso de concreto desempenado, com forro e aberturas de madeira.

Já a ambientação externa do Museu conta com uma roda d’água, um poço, um forno, um manjolo, um moinho de pedra – que ainda produz farinha, cascata natural com bica d’água e uma cerca de taipas. A parte interna conserva um acervo de cerca de trezentas peças e a representação de um cenário que retrata a cultura local, principalmente o estilo de vida e de sobrevivência dos primeiros imigrantes da região.

Durante a semana de 28 de Abril a 06 de Maio de 2018, Xanxerê realiza a 18ª Festa Estadual do Milho (Femi) e um dos locais destaques é o Museu do Milho. Abaixo encontram-se algumas fotos do local.









quarta-feira, 11 de abril de 2018

Antibullying infantil


“Daisy Chain” nasceu como uma história de embalar e em três anos tornou-se um dos livros interativos de maior sucesso na Austrália. E também um curta-metragem com a narração da atriz Kate Winslet.

O australiano Galvin Scott Davis começou a notar algo diferente no seu filho, Benjamin. Sempre que chegava da escola, o menino ficava mais calado e não tinha a mesma motivação que antes. “Ele estava mais reservado e descobri que tinha sofrido bullying na escola. Não foi um caso muito grave, mas foi suficiente para que perdesse a confiança”, contou ao jornal The Guardian.

Para reconfortar o filho, Davis decidiu contar-lhe uma história de embalar de alguns dos livros infantis da vasta coleção que tem em casa, mas não encontrou nenhuma história apropriada para aquele momento. Então, decidiu inventar uma. Assim nasceu a ideia para “Daisy Chain”, um conto sobre uma menina chamada Bree Buttercup, que é perseguida por outras crianças quando tiram uma fotografia dela e a colocam em todas as árvores do parque. É o próprio Benjamin quem ajuda Bree a combatê-los usando uma corrente de margaridas, a sua flor favorita.

Num período de três anos, a história deixou o quarto de Benjamin para tornar-se um dos livros interativos com o maior número de downloads na Austrália. Depois, foi feita um curta-metragem com a narração da atriz Kate Winslet, que está a ser utilizado por grupos antibullying na Austrália, Estados Unidos e Reino Unido para a consciencialização das crianças nas escolas.


terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

A Menina que odiava Livros

Esta é a história de Meena, uma garota que simplesmente odiava livros. Mas ela não conseguia ficar longe deles, porque em sua casa eles estavam por toda parte: nos armários da cozinha, nas gavetas, nas mesas, nos guarda-roupas e nas cômodas. Estavam também sobre o sofá, alguns entulhados na banheira e outros empilhados nas cadeiras. Mas um dia o gatinho de Meena derrubou uma pilha enorme de livros infantis. Abertas pela primeira vez, as páginas dos livros libertaram os personagens e animais das histórias, que invadiram a sala, fazendo uma grande bagunça. Esse acontecimento mágico fez Meena viajar pelo fantástico mundo da literatura.