Pesquisar este blog

segunda-feira, 12 de novembro de 2018

Desapego


“A sua vida só vai pra frente depois que você se desapega das pessoas que o levam pra trás” 
– Caio Fernando Abreu

Mais importante do que estarmos dispostos para novas oportunidades, também precisamos estar atentos com quem está ao nosso redor e tenta colocar a gente pra baixo. Às vezes, são corações invejosos, confusos ou que ainda não perceberam os seus lugares no mundo. Mas uma coisa é certa: se deixarmos, essas pessoas farão tudo para que não encontremos a paz que merecemos. Tem amor que chega para tudo em nossas vidas, menos para somar. Ele finge se importar com as coisas que sentimos e com as coisas que queremos, mas, no fundo, cada conquista nossa é motivo para que ele se sinta ameaçado ou injustiçado. E tudo por quê? Porque conseguimos seguir em frente sem pisarmos ou desconsiderarmos os sentimentos de alguém. Pode ser alguém próximo de você ou alguém que acabou de conhecer, não importa. O amor de certas pessoas é medido pelo quanto dependemos delas e não do quanto somos capazes de caminharmos com as nossas próprias pernas.

Essas pessoas não estão interessadas que você viva, que você se solte, que você alcance todo o seu potencial. Elas querem vê-lo (a) mendigar companhia e suplicar por ajuda.

Algumas nem se dão conta do mal que fazem conosco. Algumas possuem um ego tão inflado que, no pior dos casos, sabotam a confiança que depositamos nelas, transformando tudo o que fazemos e entregamos em níveis absurdos de manipulações e humilhações. É um jogo cruel onde vence quem tira o céu do outro. Gente assim não vale a pena mantermos em nossos dias. São relacionamentos altamente contagiosos, com sintomas de falta de empatia. Antes que você pense, o desapego a ser praticado sobre essas pessoas não significa que todas sejam assim e muito menos que isso seja a resolução de todos os seus problemas. O desapego é um exercício diário, mas que deve ser acompanhado de uma boa dose de apego. Apego por você e pelas pessoas que facilmente em nada se parecem com corações levianos.

Esteja disposta (o) a abraçar quem participa, quem entende e quem respeita os seus caminhos. Distribua sorrisos para quem torcer, caminhar junto e vibrar com as suas felicidades. Isso sim é ter a vida para frente.

É dessa gente que precisamos para não nos perdermos daquilo que realmente faz a diferença no viver, a paz de espírito. Benditos os que chegam para somarem liberdades.

Fonte: Site Positividade for you.

Poema ‘Oração’ de Fernando Pessoa


Um poema ‘oração’ de Fernando Pessoa na voz sublime de Maria Bethânia


Senhor, que és o céu e a terra, e que és a vida e a morte!

Senhor, que és o céu e a terra, e que és a vida e a morte! O sol és tu e a lua és tu e o vento és tu! Tu és os nossos corpos e as nossas almas e o nosso amor és tu também. Onde nada está tu habitas e onde tudo estás — (o teu templo) — eis o teu corpo.

Dá-me alma para te servir e alma para te amar. Dá-me vista para te ver sempre no céu e na terra, ouvidos para te ouvir no vento e no mar, e mãos para trabalhar em teu nome.

Torna-me puro como a água e alto como o céu. Que não haja lama nas estradas dos meus pensamentos nem folhas mortas nas lagoas dos meus propósitos. Faz com que eu saiba amar os outros como irmãos e servir-te como a um pai.

[…]

Minha vida seja digna da tua presença. Meu corpo seja digno da terra, tua cama. Minha alma possa aparecer diante de ti como um filho que volta ao lar.

Torna-me grande como o Sol, para que eu te possa adorar em mim; e torna-me puro como a lua, para que eu te possa rezar em mim; e torna-me claro como o dia para que eu te possa ver sempre em mim e rezar-te e adorar-te.

Senhor, protege-me e ampara-me. Dá-me que eu me sinta teu. Senhor, livra-me de mim.

1912?
Páginas Íntimas e de Autointerpretação. Fernando Pessoa. [Textos estabelecidos e prefaciados por Georg Rudolf Lind e Jacinto do Prado Coelho]. Lisboa: Ática, 1966. – 61.

Ouça Maria Bethânia recitando Pessoa:


Fonte:

A arte de saber amar e compreender o ser humano

DIFÍCIL ENTENDER O QUE OU QUEM SOMOS



Mesmo antes de nascer, o ser humano já está desenvolvendo sua mente e direcionando-a à superação de suas dificuldades. Assim, logo cedo descobre que depende dos outros para sobreviver, e que sem a companhia e a ajuda destes, ele não consegue seguir adiante.


Porém, vive-se numa sociedade em que o coletivo já não possui o mesmo sentido, e pouco faz parte da vida dos indivíduos. Valores como respeito, diálogo, tolerância, justiça, dignidade, solidariedade e coerência estão cada vez mais ausentes na vida das pessoas.


A sociedade cada vez mais consumista, as pessoas cada dia menos preocupadas com o destino da humanidade, ignorando o amor e a esperança, jogando a responsabilidade sempre para o próximo e não assumindo nada de concreto e importante. E a vida seguindo um curso quase que irreversível, e as pessoas de braços cruzados, acreditando não se tratar de um compromisso seu, mas esquecem que as futuras gerações também são as suas futuras gerações.


Portanto, qual o seu papel frente aos problemas que enfrentamos hoje? Onde estão e quais são os valores que você preza para uma boa convivência?


Você está contribuindo para que o seu futuro e dos demais seja diferente? Positiva ou negativamente? Como estão suas relações com os demais, a começar com seus familiares, colegas, professores amigos? Se você acha que não tem que mudar nada, que não precisa da ajuda de ninguém, então você precisa refletir mais sobre sua vida. Mas não esqueça: o ser humano não morre quando deixa de viver, mas sim quando deixa de acreditar em si mesmo e nos outros. Reflita!!!

Recomeçar - Carlos Drummond de Andrade




RECOMEÇAR



Não importa onde você parou…

em que momento da vida você cansou…

o que importa é que sempre é possível e

necessário “Recomeçar”.



Recomeçar é dar uma nova chance a si mesmo…

é renovar as esperanças na vida e o mais importante…

acreditar em você de novo.

Sofreu muito nesse período?

foi aprendizado…

Chorou muito?

foi limpeza da alma…



Ficou com raiva das pessoas?

foi para perdoá-las um dia…



Sentiu-se só por diversas vezes?

é porque fechaste a porta até para os anjos…

Acreditou que tudo estava perdido?

era o início da tua melhora…

Pois é…agora é hora de reiniciar…de pensar na luz…

de encontrar prazer nas coisas simples de novo.

Que tal

Um corte de cabelo arrojado…diferente?

Um novo curso…ou aquele velho desejo de aprender a

pintar…desenhar…dominar o computador…

ou qualquer outra coisa…



Olha quanto desafio…quanta coisa nova nesse mundão de meu Deus te

esperando.



Tá se sentindo sozinho?

besteira…tem tanta gente que você afastou com o

seu “período de isolamento”…

tem tanta gente esperando apenas um sorriso teu

para “chegar” perto de você.



Quando nos trancamos na tristeza…

nem nós mesmos nos suportamos…

ficamos horríveis…

o mal humor vai comendo nosso fígado…

até a boca fica amarga.

Recomeçar…hoje é um bom dia para começar novos

desafios.

Onde você quer chegar? ir alto…sonhe alto… queira o

melhor do melhor… queira coisas boas para a vida… pensando assim

trazemos prá nós aquilo que desejamos… se pensamos pequeno…

coisas pequenas teremos…

já se desejarmos fortemente o melhor e principalmente

lutarmos pelo melhor…

o melhor vai se instalar na nossa vida.

E é hoje o dia da faxina mental…

joga fora tudo que te prende ao passado… ao mundinho

de coisas tristes…

fotos…peças de roupa, papel de bala…ingressos de

cinema, bilhetes de viagens… e toda aquela tranqueira que guardamos

quando nos julgamos apaixonados… jogue tudo fora… mas principalmente… esvazie seu coração… fique pronto para a vida… para um novo amor… Lembre-se somos apaixonáveis… somos sempre capazes de amar muitas e muitas vezes… afinal de contas… Nós somos o “Amor”…


“Porque sou do tamanho daquilo que vejo, e não do

tamanho da minha altura.”



Carlos Drummond de Andrade.